Público de “A Regra do Jogo” aprova casais, mas rejeita favela, humor e horário tardio da novela

Atena e Romero conversam em cena de "A Regra do Jogo" (Foto: Reprodução/Globo)

Atena (Giovanna Antonelli) e Romero (Alexandre Nero) em cena de “A Regra do Jogo” (Foto: Reprodução/Globo)

Na semana passada, a Globo realizou mais uma pesquisa com grupos de telespectadoras para avaliar a receptividade deles com as tramas de “A Regra do Jogo”. A emissora quer saber o que está funcionando, e o que ainda precisa de ajuste para o folhetim de João Emanuel Carneiro decolar de vez, após o fim da concorrência com “Os Dez Mandamentos”, da Record.

A Globo fez uma descoberta importante: “A Regra do Jogo” conseguiu evoluir muito desde a última pesquisa, realizada dois meses atrás. O público, no entanto, ainda rejeitam seu núcleo de humor e a favela em que boa parte da trama é ambientada. As telespectadoras ouvidas pela Globo durante o grupo de discussão reclamaram que os acontecimentos no Morro da Macaca e na cobertura da família de Feliciano (Marcos Caruso) são muito repetitivos, e que não aguentam mais do mesmo. É o que informa o jornalista Daniel Castro.

Os telespectadores ouvidos também reclamaram do horário tardio da trama de João Emanuel Carneiro. Querem que a tradicional novela das nove volte a ser das nove. Desde sua estreia, “A Regra do Jogo” vem começando por volta das 21h30, ou até mais tarde, para fugir do confronto direto com “Os Dez Mandamentos”. Com o término da produção bíblica, voltou a começar mais cedo, mas ainda não está como antes.

Ainda de acordo com a publicação, entre os casais – que ultimamente tem ganhado força na trama -, agora há torcida para que Romero e Atena (Giovanna Antonelli) fiquem juntos. Os novos pares formados por Nora (Renata Sorrah) e Régis (Oscar Magrini), e por César (Carmo Dalla Vecchia) e Domingas (Maeve Jinkings). Os novos mocinhos, Dante (Marco Pigossi) e Lara (Carolina Dieckmann), também ganharam a simpatia das telespectadoras.

Até a trama policial envolvendo a facção criminosa conquistou o público. As telespectadoras estão gostando de ver Tony Ramos interpretando um bandidão e elogiaram sua atuação dando vida a Zé Maria.

Em uma avaliação geral, hoje “A Regra do Jogo” tem menos reclamações do que em setembro, quando foi realizado o primeiro grupo de discussões. Dois meses atrás, o público sentia falta de romances e estava confuso com os personagens indefinidos, como por exemplo, os protagonistas Romero (Alexandre Nero) e Zé Maria (Tony Ramos).

Anúncios